MARCOS TEXTOS

"Guardo em mim tantas coisas, acaso me perca, me encontrarei dentre elas"

Textos



ORVALHADA

Ver a imagem de origem
Claridade foi passear, se ausentou por instantes
Aqui lugares, luares, olhares se apresentam insinuantes
             Jogo de luzes, estrelas espalhadas no céu e nos mares              Ecos teimosos soltos a correr pela imensidão dos ares
Prenunciando a noite que traz o segredo de todos os amantes!
 
Flashes coloridos projetam a fantasia real no espaço
O horizonte é desenhado em sinuosos rabiscos e traços
Convidados participar do bailado planetas, cometas e astros
Desvendando e revelando o que ainda se faz encoberto
     Chamando a luz de um dia que ainda se mostra discreto   
 
Mesmo sem ver nuvens, a magia total assim se apraz
A escuridão que não apavora, sem o dolo do medo logo se refaz
Convocados, pássaros se lançam em bandos risonhos e afobados
A sassaricar, zunir, cantar e voar por todos os cantos e lados
Então, a lua começa a despedir-se e o sol quer ir atrás!
 
O mistério Divino se apresenta, estende sua mão abençoada
Convence partir o breu, chamando o dia que já está na estrada
Uma parte do sol não aquece, se ressente, pois a lua se foi
Pra voltar num mais tarde, irrompendo e rasgando bem num depois

Ver a imagem de origem
E foi assim que findou essa linda noite em ORVALHADA!!
Marcosvi
Enviado por Marcosvi em 16/09/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras