MARCOS TEXTOS

"Guardo em mim tantas coisas, acaso me perca, me encontrarei dentre elas"

Textos

A 5ª...:
Estação da SAUDADE!

th?id=OIP.e1nibLFibL99TSlOl9rsAwHaGP&w=272&h=219&c=7&o=5&pid=1.7 
Embarquei e sigo na 1ª estação;
De sonhos, de luzes, de primavera;
De encantos... 
Em qualquer canto,

Vejo, que ainda me espera;
A natureza brilhando e sorrindo;
As flores desabrochando pelas cidades; 
E eu, vou seguindo buscando a felicidade!
 
Da janela deste trem
Já posso ver e sentir a 2ª estação;
A queimação se acentua, já é quase verão;
Permanecem pássaros e flores;
Sorvetes derretem em juras de amores;
Arrefecem calores nos rios das cidades;
E assim vou seguindo, rumo a felicidade!
 
Com a janela inda aberta, agarro folhas caindo; 
Que embarcam em solstício, na 3ª estação;
A estação outonal, de mistérios e recatos;
Charmosa e lúgubre de fatos, casos e ocasos;
Que vem desfilar, seu fascínio e inegável encanto;  
Vem acariciar os dias com sua mornicidade;
Acumulando folhas secas, pelas cercas das cidades!
 
Fecho a janela pra aquentar o coração;
Pois o trem acabou de parar na 4ª estação;
Em fartos abraços, pra manter o calorzinho interno;
Bate à porta o frio; 
Quer porque quer, entrar o inverno;

Ele, que é vizinho de perto de todas as dores; 
Se ressente de carinhos, de cuidados e de amores;
As vezes é mal visto, é mal quisto, por dizer suas verdades;
E é ele, o amigo mais próximo,
Da 5ª..., que se chama:
SAUDADE!
Marcosvi
Enviado por Marcosvi em 02/11/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras