MARCOS TEXTOS

"Guardo em mim tantas coisas, acaso me perca, me encontrarei dentre elas"

Textos


A sofrência
de
Magnólia...

th?id=OIP.mKoEtt2rOHoKaRfYv24ZOwHaJY&w=158&h=187&c=7&o=5&pid=1.7

Chega doer o coração
Ver magnólia definhar
Já nem sai pra passear
Ela que era tão faceira
Adorava brincadeiras
Hoje, sequer passa do portão!
 
th?id=OIP.raCBtDHW3PgG_CO74rs5ogHaGc&w=220&h=187&c=7&o=5&pid=1.7
Bem que eu tento alegrar
Rolando na sua frente
Pintando de preto meus dentes
Como se fosse um banguela
E mesmo assim essa magrela
Em vez de rir, põe-se chorar!
 

Vou chamar o doutor cachorrão,
Ver se ele encontra explicação
Do que tem essa marvada
Que só chora, chora e não diz nada
...saber o que há de errado
Já tô ficando preocupado
Não me esconda, nada não!
 
th?id=OIP.Ag2IIEz-IwxcxnsBHheE2AD5D6&w=183&h=184&c=7&o=5&pid=1.7
                                            Dr. cachorrão
Fale, fale doutor
O que está acontecendo
Magnólia, está morrendo?

Meu amigo fique calmo
Pode respirar tranquilo
E tire da cabeça esses grilos
Magnólia não tem nada
Ela está é apaixonada


th?id=OIP.YII_y0b_72Agcxkt6e6EeQHaEb&w=300&h=179&c=7&o=5&pid=1.7
Pelo galo Adroaldo!
 
Marcosvi
Enviado por Marcosvi em 31/10/2019


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras