MARCOS TEXTOS

"Guardo em mim tantas coisas, acaso me perca, me encontrarei dentre elas"

Textos

"Descanse em paz minha companheira,  e guardando para si, estes seus e meus, últimos versos"

Caneta vazia...

 
OIP.l0ml_eZ_W1mBT0BnQeevEwHaE8?w=299&h=199&c=7&o=5&pid=1.7
 
De relatos caricatos
A relatórios serviçais
Compromissos meus, diários
Pois dependo do salário
Pras coisas, que só o trabalho traz!
 
Ao descrever meus garranchos
Em frases/ versos, em sintonias
Abrindo “aspas” e sublinhando
Pontuando e craseando
Lamentos, em poesias!
 
Rascunhos teus e meus, comovidos
Revelando, nossas partes
Do que não fora traduzido
Por não, se fazer entendido
Pra virar ou não, obra de arte!
 
Exíguas fossas de tintas lacrimais
Que extras poemas versaram
Dizeres em linhas finais
Agrupados contos verticais

Por ti, nunca me foram negados!



 
Marcosvi
Enviado por Marcosvi em 04/05/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras